Anterior                                                            Índice                                            Próximo

Cuidados Durante o Tratamento Homeopático

   O tratamento homeopático, por agir energeticamente, quase ou sem ações químicas diretas, se faz de forma extremamente sensível à interferência de outras energias que não a do medicamento prescrito. Assim, o paciente, na vigência do tratamento deve cuidar, entre outras das seguintes situações:

  1.    Evitar o uso de fluoretos ( como o contido em pastas de dentes, água encanada, água de piscinas etc.).
  2.    Não usar e não ter em casa produtos que contenham cânfora, como algumas pomadas de uso em contusões e certos medicamentos descongestionantes nasais e expectorantes (assim anunciados) e também álcool e pomadas ou cremes canforados usados por cabeleireiros e esteticistas. Além disso, a cânfora está presente em alguns tipos de esmaltes e protetores solares.
  3.    Não freqüentar balneários ou estações de águas sulfurosas, ou seja, de regiões vulcânicas, ricas em enxofre. Não freqüentar praias ou balneários com fontes ou areias radioativas.
  4.    Não ficar sob a ação nem deixar os medicamentos próximos de fontes de energia radiante, como é o caso dos aparelhos eletromagnéticos , como os rádios, televisores, telefones celulares e fornos à microondas, dos quais se deve guardar distância suficiente. Já existem evidências de que os vagões dos trens de aço impedem a saída das microondas dos telefones celulares e criam campos eletromagnéticos que são potencialmente cancerígenos. Por isto, deve-se evitar o uso de celulares ou mantê-los em espera em carros ou ônibus.
  5.    Evitar, dentro do possível, morar ou permanecer sob linhas de alta tensão ou próximo a torres de transmissão de telefonia celular. Ainda sob estudos, não se sabe a interferência - especialmente desta última - sobre a saúde humana a longo prazo, mas já observou-se que as células humanas sofrem anormalidades quando bombardeadas com as microondas.
  6.    Não fazer uso de alimentos que contenham, como conservante, enxofre ou seus óxidos (conhecidos pela sigla INS 220) bem como o sorbato de potássio (INS 202). Procure sempre evitar consumir alimentos industrializados, optando o mais possível por alimentos naturais e orgânicos e evitando os alimentos transgênicos (ou de empresas que optam por este tipo de alimento, mesmo que não esteja no rótulo). Procure sempre saber quais os aditivos do alimento que está consumindo, e se a empresa que o industrializa compromete-se com a sua saúde; mas prefira sempre o alimento feito em casa. Como exemplo, podemos citar o pão comprado na padaria, que contém um aditivo químico denominado "melhorador de farinha" que o faz crescer mais, e que contém anidrido sulfuroso (INS 220), e a maioria dos vinhos que contém tanto o INS 220 como o INS 202.
  7.    Ainda em relação à alimentação, evitar o uso de panelas de alumínio para cozinhar devido ao fato desse metal desprender-se lentamente e de ser tóxico. Também devem ser evitadas panelas de teflon, pela altíssima toxicidade ao organismo. Usar panelas de aço, vidro, ágata, barro ou ferro (estas últimas, no máximo uma vez por semana, para não sobrecarregar o organismo).
  8.    Não se submeter a quaisquer outros tratamentos, terapias ou mesmo tratamento dentário, sem antes consultar o seu médico, a não ser em casos de extrema urgência. Não se submeter a exames de RX ou ultra-som sem esse contato com seu médico.
  9.    O uso de medicamentos de indicação não homeopática, como os analgésicos, antitérmicos, relaxantes musculares, ou assim ditos por suas indicações de bula, pode e quase sempre interfere no tratamento homeopático. O uso de antibióticos, sulfas e corticoesteróides não só interfere no tratamento, como faz cair perigosamente a resistência do organismo, além de possíveis outros efeitos indesejáveis.
  10.    Mesmo as vacinas interferem com o tratamento homeopático e com o organismo. Contate sempre seu médico antes de submeter seu filho à vacinação, mesmo, por exemplo, nas campanhas.