Nossa História     Dr. Galvão     Walter E. Maffei     David Castro     Hahnemann     Bento Mure  

Entre suas obras como Homeopata estão:

  • 1974 - A imunização contra a meningite por medicamento Homeopático na cidade de Guaratinguetá.
  • 1974 - Inauguração e direção do Ambulatório da da Associação Paulista de Homeopatia.
  • 1976 - A Criação do Grupo de Estudos Homeopáticos de São Paulo "Benoit Mure" e a criação de um pronto atendimento ambulatorial em São Paulo.
  • 1978 - A introdução e o estudo da escala cinquenta milesimal no Brasil.
  • 1974 - Vice Presidente da Liga Médica Homeopática Internacional.
  • 1978 - Publicação do livro Guia Prático de Homeopatia.
  • 1980 - A fundação da Farmácia Homeopática Bento Mure, em São Paulo .
  • 1981 - Publicação do livro Apontamentos de Doutrina Médica, A Homeopatia em 10 anos de Clínica.
  • 1981 à 1991 - A fundação do Centro Médico de São
    Paulo "David Castro", sendo diretor, desde a sua criação até seu encerramento como Hospitalo Homeopático.
  • 1984 - Coordenação da tradução do livro
    Doenças Crônicas de Hahnemann, até então desconhecido e não praticada no Brasil.
 

Dr. Galvão (1940 - 2000)

   George Washington Galvão Nogueira, Dr. Galvão, nasceu na cidade de São Paulo em 29 de julho de 1940, filho de José Galvão Nogueira, Cel. Galvão como era conhecido por ser coronel da Força Pública de São Paulo, e de Rosa Barbosa Galvão Nogueira, técnica em enfermagem e taquigrafa de francês. Recebeu uma educação rígida de seus pais segundo os preceitos morais da época que insidia sobre a assim considerada como classe média, cuja classificação era não só em relação a uma determinada faixa financeira, como também em relação ao aspecto cultural, fortemente influenciada pela cultura européia, que ainda sentia influências do espírito Iluminista, e ainda dos reflexos da Revolução Francesa que preconizavam valores como de honestidade e, sobre tudo, de respeito humano, valores estes que fizeram partes de suas condutas médica e pessoal por toda sua vida.

     Do Dr. David Castro herdou a Homeopatia; daí ressurgiu a "homeopatia Hahnemanniana" no Brasil, "Hahnemann segundo Hahnemann" como ele mesmo dizia. Sem dúvida, o entendimento do pensamento de Maffei foi o respaldo ao Dr. Galvão para vivenciar a teoria da Doenças Crônicas de Hahnemann, em toda a sua essência vitalista até então perdida, assim sendo, praticada como uma especialidade alopática. Na medida em que ia avançando no caminho hahnemanniano, ia deixando para trás companheiros e amigos incapazes de compreender ou aceitar a responsabilidade que acompanha o conhecimento; porém o Prof. Maffei não se afastou, pelo contrário, deu sempre seu apoio incondicional quando solicitado pelo Dr. Galvão.

      Assim foi na ocasião da interdição do Hospital Homeopático "David Castro" pela vigilância sanitária, quando os próprios homeopatas bateram palmas de camarote apoiando o fechamento, pelo motivo de acharem um absurdo um Hospital Homeopático não ter outra conduta senão a Homeopática. Então o Prof. Maffei, que nem era Homeopata, deu apoio incondicional e restrito ao Dr. Galvão, e por escrito, para que não ficasse nenhuma dúvida quanto a sua posição. O Hospital "David Castro" é um belo exemplo de serviços prestados à Homeopatia pelo Dr. Galvão, um punhado de médicos e pessoas insígnias; funcionando durante dez anos, tempo suficiente para demonstrar àqueles que podem ver o valor da Doutrina Médica Homeopática.