BOLETIM DE HOMEOPATIA

  SIMILIA

PARA QUE SERVE O MEDICAMENTO HOMEOPÁTICO

                   Os doentes que se tratam pelos métodos comuns estão frequentemente habituados a usar diversas espécies de medicamentos e a misturá-los. Tomam comprimidos para dor de cabeça, um remédio para o coração, um pó digestivo, um antirreumático, um sonífero à noite etc.; em resumo, tomam um remédio diferente para cada sintoma (doença). E há doentes que tomam assim, todos os dias, diversos tipos de medicamentos, sem levar em conta que com o tempo, isso cansa o fígado e o estômago, acaba por intoxicar o organismo e, por vezes, o remédio
que faz bem ao coração faz mal ao fígado e assim por diante.

     Tratando-se pela Homeopatia é preciso perder o hábito de querer tomar um remédio diferente para cada sintoma (doença). O médico homeopata interroga e examina o paciente como um todo, recolhe o conjunto dos seus sintomas e busca o remédio que apresenta o conjunto de sintomas mais semelhante ao do doente. Geralmente, um só remédio é suficiente para os diversos sintomas e, se for bem escolhido e o doente não estiver muito dominado pelo efeito dos remédios anteriores tomados, verá diminuírem as dores de cabeça, melhorar a digestão, cessarem as palpitações, e o sono voltar progressivamente, tudo com um único remédio que agirá sobre o conjunto do organismo. Isso pode parecer surpreendente, é contrário ao que em geral se crê - que é necessário tomar uma série de medicamentos para que ajam sobre os diferentes órgãos. Mas é um fato, e uma longa prática da Homeopatia nos provou que é bem isso que acontece.

      Sendo assim, entende-se que o medicamento homeopático não serve para isso ou aquilo,
na Homeopatia não existe um medicamento específico para uma doença, como por exemplo, "dor de cabeça", precisa-se levar em conta vários sintomas dessa dor; se ela piora ou melhora com o calor ou frio, qual o horário, qual o lado da cabeça que doe, se com a dor de cabeça existe também algum outro sintoma, etc, esses princípios valem para quaisquer outras
doenças (conjunto de sintomas).

    Com esses entendimentos, ressaltamos o quanto é perigoso à prática da automedicação,
a indicação de medicamento por amigos, e ainda o receituário de balcão, prática
essa comum em muitas farmácias, a Homeopatia trata do doente e não da doença.



<<Voltar para artigos